O que você precisa saber antes de escolher sua Fonte Nobreak

Compartilhe:

Se interessou por uma Fonte nobreak, pesquisou suas funções e características e viu que vale a pena investir neste equipamento. Mas ainda tem dúvidas sobre as especificações de cada modelo e o que deve ser considerado na hora da compra? Não se preocupe! A axGlobal elaborou um artigo completo para te mostrar o que significam aquelas siglas e capacidades descritas pelos fabricantes, além das especificações de cada modelo.

Definindo as necessidades

Primeiramente, alguns pontos devem ser analisados antes de se comprar uma nobreak, quais equipamentos serão ligados a ele, e qual a corrente elétrica que cada um necessita. Essa análise se relaciona à potência da fonte, medida em volt-ampère (VA). Quanto maior a potência, mais equipamentos podem ser alimentados, e por maior tempo, caso haja falha de energia.
Para calcular quantos volt-ampères são necessários para seus equipamentos é necessário, inicialmente, somar as potências dos dispositivos que serão conectados à fonte. Após somar as potências que serão utilizadas, em watts, multiplique o valor por 1,52. O resultado é o valor necessário para a alimentação dos equipamentos em volt-ampère. Escolha um aparelho, de preferência, que ofereça 30% a mais de potência para futuras atualizações.

E caso você opte por uma fonte com maior capacidade do que a necessária, ele oferecerá maior tempo de alimentação por bateria em momentos que a energia for interrompida. Feito isso, a variação de modelos e preços para fontes com a mesma capacidade. Talvez até fontes da mesma marca, podem ter uma diferença acentuada. Mas não se preocupe! Toda essa diferença nos preços está ligada às aplicações do nobreak e há diversidade para todas as demandas.

Desde a possibilidade de conectar a nobreak ao computador através da porta USB, que permite monitorar a rede elétrica fornecida e consumida por cada equipamento conectado. Até a alertas via e-mail em falhas de energia.

Modelos

Além desses exemplos de aplicações, elas também se diferem pelo uso da bateria na proteção dos equipamentos. Existem três tipos de nobreak: offline, linha interativa e online.
O modelo off-line utiliza a energia da rede para alimentar os equipamentos. Quando há um problema de energia, a nobreak ativa um inversor de corrente para alimentar os equipamentos através da bateria. Por possuir baixo custo e poucas funcionalidades, esse modelo não oferece proteção integral para os equipamentos, uma vez que a energia é transmitida diretamente da tomada para os equipamentos.
Já uma nobreak de linha interativa utiliza um regulador automático de tensão, que ajusta as oscilações na rede elétrica em casos de surtos ou mudanças na frequência da rede elétrica.
As nobreaks online, oferecem o maior nível de proteção e pureza de energia. Além disso, proporcionam alimentação constante aos equipamentos através de baterias.

Por possuírem estas características, este tipo de fonte é mais cara, já que as baterias precisam ser mais robustas e de melhor qualidade, por serem usadas o tempo todo. Entretanto, uma desvantagem deste equipamento é a vida útil das baterias ser menor, necessitando de trocas com maior frequência. Essas fontes são usadas em servidores, hospitais e por equipamentos que precisam funcionar 24 horas por dia.
Considerando esses pontos, você com certeza irá acertar na hora de comprar uma fonte nobreak! Gostou do artigo? Tem mais alguma dica para compartilhar conosco? Adoraríamos saber sobre sua experiência!

...